Armazenamento dos pneus

Para um bom armazenamento, os pneus agrícolas devem ser conservados em boas condições de limpeza, em local seco e ventilado:

stock pneu1
  • protegido da incidência direta da luz do sol;
  • longe de fontes de ozônio (motor elétrico, transformador, parte de soldagem elétrica, etc.);
  • longe de qualquer substância química, solventes e hidrocarbonetos suscetíveis de alterações da natureza da borracha;
  • longe de qualquer corpo que possa penetrar na borracha (objetos metálicos pontiagudos ou cortantes).

Deve-se evitar a proximidade de chamas e corpos incandescentes.

Durante o período de armazenamento, os pneus e as câmaras de ar agrícolas devem ser conservados de modo que não sofram deformações devido à tensão ou ao esmagamento; devem ser conservados montados e cheios se estiverem empilhados; aliviar o máximo das rodas montadas sobre o veículo e sobrencher 0,5 bar em relação à pressão de uso. 

Nunca se deve armazenar os pneus por um longo período sem roda ou com as rodas desmontadas do veículo, diretamente em contato com o solo.

Recomenda-se utilizar luvas de proteção para o manuseio dos pneus.

ATENÇÃO

  • Nunca aqueça, efetue solda autógena ou solde rodas ou calotas com o pneu montado.
  • Desmonte primeiramente o pneu agrícola da roda antes de qualquer intervenção.
  • Utilize sistematicamente a tabela de pressões de enchimento Michelin para definir a pressão correta do pneu agrícola.
  • Baixas pressões causam deformação exagerada da carcaça e implica em deterioração precoce do pneu.
  • Altas pressões reduzem a superfície de contato com o solo da roda, implica em perda de aderência e faz com que o pneu fique mais sensível a choques e cortes.
  • Embora as cargas sejam inferiores às indicadas pela Michelin nas tabelas de carga/pressão, as pressões mínimas indicadas nas fichas do produto devem ser respeitadas.